Contos de Zoofilia; Minha Namorada e o Cavalo

Não é nenhuma novidade o fascínio que os cavalos causam em muitas mulheres, principalmente aquelas que já assistiram a uma cópula desses animais…

Vamos nos chamar aqui de Fernando e Daniela. Daniela é uma linda morena, alta, cabelos lisos, coxas grossas, bundinha grande e seios médios…

No último sábado resolvemos ir a uma Fazenda a convite de um amigo que lá trabalhava, bem vocês não imaginam a ansiedade de minha namorada, tremia de tesão só de estar indo até a Fazenda, ao chegar lá encontramos os proprietários um casal muito bonito que nos atendeu super bem, mas aconteceu uma coisa incrível nesta visita, o casal nos levou até um estábulo onde haviam alguns cavalos da raça Quarto de Milha, bem próximo dali havia um estábulo maior onde havia algumas pessoas que estavam colhendo semem de um garanhão. O animal era colocado em um aparelho e próximo dele havia uma égua no cio, o cavalo levando já estava com todo o cacete para fora e um dos ajudantes com uma espécie de capa envolveu o todo o cacete e imediatamente o cavalo começou a gozar era um jato tão forte, quando o cavalo estava gozando eles recolhiam aquele semem em um recipiente metálico. Quando Daniela viu aquela cena, ela mudou de cor, começou a soar, parecia que ela ia desmaiar, mas imaginem ela gozou só de ver aquilo tudo aquilo chegou a gozar, o estado dela era visível, pois sabem como ela goza e ela esta com uma sainha curta e acabou se molhando toda e até escorreu em suas pernas, ficamos muito constrangidos eu queria sair dali e ir embora, mas a esposa do proprietário Silvana viu que ela estava passando mal resolveu retira-la de lá eu todo sem graça sem saber o que fazer tentei ir junto mas fui impedido pelo rapaz Jonas o proprietário que tentando me confortar dizendo que eu não deveria me preocupar, pois era uma coisa perfeitamente natural e continuei naquele estábulo vendo aquela cena. Perguntei sobre o meu amigo, e ele disse q ele havia tido um contra tempo e não poderia estar ali, e Jonas então disse para q ficássemos para conhecer a Fazenda e quem sabe comprar alguns Nelores. Topei

Era visível que os cavalos ali dentro estavam extremamente excitados, loucos , uma barulheira tremenda, fiquei até um pouco assustado, mas aquilo para eles parecia comum, acabei vendo a coleta de semem de 4 garanhões, quando tudo terminou saímos para conhecer a Fazenda, mas não conseguia tirar da minha cabeça como estava minha namorada e Jonas o proprietário, voltava a pedir para que eu ficasse tranqüilo que tudo estava bem. Voltamos depois de uma hora e meia fomos direto para a casa dele, chegando lá encontrei Daniela com outras roupas e com os cabelos molhados, perguntei se ela estava bem e com um sorriso disse que estava muito bem, almoçamos voltamos a conversar mais um pouco. E já eram 17h00, quando Silvana nos convidou para um passeio e disse que ia nos mostrar um local especial da Fazenda, fomos até uma espécie de cabana um lugar bonito, mas um pouco retirado da casa, ao chegarmos vimos dois cavalos separados em um estábulo ao lado cabana, Silvana com auxilio de Jonas foi e retirou um dos cavalos era muito bonito todo malhado era uma cavalo lindíssimo muito bem tratado, mas olhei para minha namorada e ela estava sorrindo como se soubesse que alguma coisa ia acontecer, enquanto Silvana estava segurando o cavalo, Jonas foi atrás do animal e começou a acariciar as bolas daquele cavalo, quando percebi que as coisas estavam tomando outro rumo, fiquei atônito sem saber o que dizer ou fazer, pois nunca tinha visto aquelas pessoas e vi a pica do cavalo começar a sair ele alisava aquele cacete, foi ai que Silvana tomou a frente da situação, Daniela estava novamente toda tremula e eu totalmente perdida, Silvana pegou na mão dela e a levou próxima daquela pica e a deu para segurar, quando ela pegou gozou novamente e suas pernas ficaram tremulas e ela acabou caindo, mas foi segura por Silvana e Jonas, com a ajuda dos dois a levaram para dentro da cabana e o cavalo também entrou, lá pude ver que era um local totalmente limpo e no centro da cabana havia uma espécie de plataforma um tipo de mesa feita em madeira maciça bem longa devia ter uns 3 metros de comprimento , resolvi amparar minha namorada, ela estava com tanto tesão que ao ver começou me beijar e a gemer pedindo para que eu a chupasse sem perguntar nada, tirei a mini saia que ela estava usando toda melada e cai de boca naquela bocetinha toda melada, ela gritava, quando não foi minha surpresa, Silvana chegou perto de Daniela levantou o vestido que estava usando e fez minha mulher chupar a boceta dela, meus amigos nós nunca tínhamos participado de nada como aquilo, Silvana gozou e o Jonas só observava tudo que acontecia, nisso Silvana foi até o cavalo e começou a chupar aquele cacete devia ter uns 60 cm preto com algumas manchas, mas ela queria mais esfregava aquela pica na buceta, Jonas não fazia nada, eu já com meu pau todo para fora Daniela começou a chupa-lo e olhava para Silvana, louca para fazer o mesmo, foi ai que Silvana deitou na plataforma que dava na altura da barriga do cavalo e este apesar de estar com o cacete totalmente endurecido parecia ser calmo e permitia que Silvana conduzisse aquela pica até sua buceta que foi acomodando aquele pau com naturalidade, pois era uma buceta bem elástica que pude comprovar depois ela parecia uma cobra se movendo com aquele mastro atochado na buceta devia ter mais ou menos uns 18cm o diâmetro daquele pau devia ter uns 12 cm ou mais, enterrado dentro dela ela gritava, Daniela vendo aquilo foi até lá e alisava o resto da pica que estava para fora o cavalo começou a relinchar, mas não sai do chão, não pulava ele era totalmente obediente aquela situação parecia estar já acostumado a tudo aquilo Silvana urrava e gozava como uma louca foi, Daniela pedia para deixar ela sentir tudo aquilo, Silvana segurou no pau e começou a subir e a descer, subir e descer como se aquilo fosse um corrimão, quando aquele pau saiu dava para ver o útero inteiro dela, Daniela toda melada tomou o lugar de Silvana. Ela se acomodou e abriu suas coxa deixando sua boceta toda aberta..Silvana disse que Daniela ainda não estava preparada e não suportaria a pica de um cavalo..foi ai q ela chamou Jonas…Ele chegou e começou a beijá-la..desceu com as mãos até a sua bocetinha…enfiou um dedo e começou a acaricia-la..enfioue o quarto…Daniela parecia suportar e o pior, estava gostando..foi quando ele enfiou fechou as pontas dos 5 dedos e enfiou em sua bocetinha…Eu não podia acreditar no q estava vendo..minha namorada sendo arregaçada pela mão de um estranho…Ele enfiava e tirava a mão..foi quando Silvana percebeu q boceta da Daniela estava bem dilatada…

Sivana se dirigiu ao cavalo e com carinho pegou aquela jeba, abriu bem as pernas da Daniela e começou a introduzir a ponta daquele pau, mas a buceta dela é apertada e ela começou a gritar dizendo que estava sendo rasgada, parou um pouco para espera que a dor parasse, nisto Jonas veio pegou um pote de vaselina e enfiou a mão e começou a esfregar na buceta de Daniela e no pau do cavalo ele chegou a por os 5 dedos dentro dela de novo dai Silvana novamente conduziu aquele mostro na buceta de minha namorada, que começou a deslizar com facilidade louca e sentia tocando o útero ela chorava de prazer e dor ficou tomada pela situação e começou a segurar no pau e fez o mesmo movimento que Silvana fazia antes e começou a gozar, seu gozo misturado com a vaselina espumava nisso Silvana viu que eu estava louco para enfiar minha pica em algum lugar e ficou de 4 e pediu “come meu cu, imagina que vc é o cavalo q come sua namorada“ não pensei duas vezes, vendo Daniela se divertindo com aquele pau fui correndo comer aquela mulher que coisa maravilhosa era tudo aquilo, fui metendo como um animal, conseguia sentir minhas bolas batendo na buceta de Silvana, dai comecei a tirar do cu e por na buceta dela que entrava com uma facilidade tremenda , quando Silvana gozou ela pediu para que Daniela saísse que era a hora do Anjo como ela chamava o cavalo gozar, Daniela estava adorando..e o cavalo copulava em sua boceta num vai e vem super gostoso. O pau do cavalo saiu com alguma dificuldade e Silvana mais q depressa começou a lamber aquele pau e a movimenta-lo com uma participação tremenda , dai foi quando vi o cavalo se transformar, ele subiu na plataforma, pulou umas duas vezes relinchou e veio um jato muito forte de porra que banhou Daniela, aquele jato jorrou no seu corpo rosto cabelo ela estava toda melada um cheiro forte tomou conta do ambiente, Silvana depois que o cavalo jorrou a maior parte da porra ela começou a chupar aquele pau ainda lambuzado ela estava toda melada também seu rosto cheio de porra e Jonas não fazia nada ainda estava com roupa e eu vi minha namorada sorrindo de felicidade, esfregava toda aquela porra no corpo lindo e pediu para que eu a abraçasse o que fiz com muito prazer, pude sentir aquela sensação gosmenta e quente, logo chegou Silvana e começou a nos beijar e a se esfregar e nós dois, durante este tempo Jonas levou o cavalo para fora da cabana comecei a ser chupado pelas duas e deitei na plataforma e Daniela veio por cima de mim e sentou em meu pau e começou a me cavalgar e me chamava de cavalo, passava a mão no corpo e esfregava em mim Silvana, subiu também na plataforma onde eu estava deitado e sentou no meu rosto e esfregava aquela buceta na minha cara ela segurou meus cabelos e começou a foder com minha língua e logo gozou na minha boca, mas enquanto Daniela trepava como uma louca em mim Silvana desceu da plataforma e foi até um armário e pegou um consolo um pouco maior que meu pau e o enfiou no pote de vaselina e o retirou subiu na plataforma e logo e disse a Daniela que ia fode-la também, meus amigos vocês não fazem idéia o que foi ver aquela cena, minha namorada sendo possuída por uma mulher e por mim que coisa gostosa, Silvana se aproximou por trás de Daniela enquanto ela cavalgava em mim e colocou o consolo no cuzinho dela, ela gritava, chorava, gozava e Silvana a comia como uma louca, estavamos fazendo uma DP. Gozamos eu já quase não agüentava mais, quando Silvana pediu a Daniela que fizesse o mesmo e a possuísse, então troquei de lugar com Daniela, qe deitou e Silvana sentou em cima dela fazendo aquele consolo sumir todinho, ai eu fui por trás e enfie em seu cuzinho, que tesão, elas gritavam, se arranhavam, mordiam uma a outra foi ai que tirei meu pau de dentro dela e fiz uma dupla penetração na buceta de Silvana que deu um grito forte e Jonas entrou e começou a assistir tudo sem participar de nada ele nem se masturbou, voltamos a gozar. Tudo aconteceu de uma maneira tão natural e sem querer acabamos conhecendo um casal que adora a zoofilia, Jonas não participou o negocio dele mais é ver e depois comer a mulher dele, ele me disse depois que faz isso com muito prazer, mas nunca envolveu ninguém no relacionamento, tudo o que aconteceu foi natural e muito bom. Ele as vezes coleta porra de um cavalo e a noite ele injeta toda a porra na buceta e no cu da Silvana e mete naquele melado ele adora. Contamos nossas experiências com os cães e Silvana disse que esta louca para ter uma experiência com Lord, bem no final de tudo não comprei nenhum Nelore, pois Silvana acha que não é muito seguro ficar com um animal sem muita experiência e ainda tenta-lo fazer participar de nossas fantasias então sempre que tivermos vontade é para nós irmos a Fazenda e lá poderemos fazer o que quisermos e lógico ela quer participar.

Fonte; Casa dos Contos.