Contos de Zoofilia; Transei com um cachorro na fazenda de um amigo

Olá! Meu nome é Ariane, sou loira tenho 1,65 e 50Kg, eu adoro fazer aeróbica e natação desde os meus 14 anos, onde que hoje já possuo 22 anos, vou contar um fato que aconteceu comigo. Sempre tive amizade com pessoas da classe média para alta, e foi no mês de Janeiro desse ano de 2001. Pois sempre que possível juntávamos a nossa turma e íamos para uma fazenda de um amigo nosso, lá é muito lindo tem vários lugares para passear e possui além de uma enorme piscina, um casarão daqueles bem antigos onde os pais dele só vão em finais de semana. Bem foi em um Domingo onde os meninos passarão em casa para me chamar para ir a esse churrasco que ia das 10 da manhã até a noite, eu topei, e quando chegou 9:30 eu já fui para a fazenda, e chegando lá já tinha chegado bastante gente, todos meus amigos e amigas de quando estudamos juntos no 2 grau, onde estavam em volta da piscina tomando cerveja e assando carne, cheguei e cumprimentei todos, e nessa fazenda tem um cachorro chamado “Tiler”, de raça Fila e é bem grande, bem a piscina é cerca de uns 15 metros da casa, esse casa tem um porão alto em baixo e a casa em cima como se fosse no primeiro andar, e tem escadas para subir até lá, fui até um quarto onde possue vários na casa, e encostei a porta e coloquei um fio dental bem branquinho, a minha mãe não gosta que eu uso pois ela fala que é transparente demais além de minusculo, mais levei na bolsa e coloquei ele, e quando ia abrir a porta estava lá o cachorro, me olhando e entrou no quarto e começou a cheirar, peguei e sentei na cama para brincar com ele, passando a mão na cabeça dele e sem mais ele enfia o focinho dele no meio da minha perna e cheira a minha xoxotinha, eu na mesma hora tirei a cabeça dele e xinguei ele, e desci para a piscina, mais percebi que aquele cachorro era bem safado e onde passou coisas na minha cabeça onde que nunca havia passado, como deixar ele lamber a minha xoxota, mais na mesma hora passou, fui a piscina e os meninos começaram a cantar aquela música da gostosa, e mandaram eu sentar ali junto deles e das meninas, pois eu sempre gostei de Ter um corpo sarado, onde tenho coxas grossas e um bumbum bem empinadinho e durinho, devido a aeróbica e exercícios que faço para obter. Sentei junto a eles conversamos, bebemos, comemos, nadamos na piscina e sempre tem o engraçadinho que passa a mão na bunda e depois pede desculpas, pois sempre observei que quando passam e saem da agua, saem todos eretos. Bem ficamos nadando até as 4:00 da tarde, e vi várias vezes o Tiler com gracinhas com as meninas e as vezes até com os meninos quando as vezes ele agaarrava na perna e começava a fazer aqueles movimentos, nós riamos e os meninos tocavam ele de perto de nós, mais logo já estavamos cansados de ficar ali e resolveram ir passear em uma montanha onde havia uma cachoeira linda, e estavam todos loucos para irem, eu disse que não ia pois iam demorar muito e eu tinha que ir embora, e também a Miriam que também disse que não ia porque logo ia embora, e assim eles foram todos, e ficou só eu a Miriam e o Tiler conversando na piscina e tomando um solzinho, mais deu uns 10 minutos e a Mirian disse que ia embora e eu disse que também logo ia, ela foi trocar e foi, e eu fiquei lá na piscina mais uns 10 minutos e resolvi também ir embora, porque estava sozinha e logo ia escurecer, fui me trocar na casa e na grande sala estava deitado o Tiler, brinquei com ele e fui para o quarto trocar, quando tirei o meu biquini e fui trocar me passou na cabeça em chamar o Tiler e assim chamei onde ele foi todo correndo com o seu rabicó balançando entrou no quarto e pensei em abrir as pernas e deixar ele lamber a minha xoxotinha, mais tinha medo de alguém chegar, mais sabia que eles iam chegar só a noite, eu estava meio trémula e nervosa, mais mesmo assim sentei na cama e abri as pernas mostrando toda a minha xoxotinha branquinha onde, pois só deixo um caminho em cima, pois sempre achei mais higiênico, e assim chamei o Tiler ele chegou perto e apontei a minha xoxota para ele, ele colocou aquele focinho gelado e começou a cheirar e em seguida começou a lamber até parecia que ele sabia que aquilo era para macho, ele lambia muito gostoso, deixando a minha bucetinha toda melada e as vezes ele passava a lingua no meu cuzinho, onde até me dava arrepios, eu deixei ele lamber durante uns 7 minutos pois eu estava quaze gozando e pensei em ficar debaixo dele e colocar aquele pinto vermelho que já estava aparecendo em minha xoxotinha, mais ao mesmo tempo tinha medo não de um caso de gravides, porque também tomo remédio, mais por motivo de doença, mais na mesma hora era tanto tesão que fiquei de quatro com a minha bundinha virada para ele e dei sinal para ele subir nas minhas costas, e parecia que ele já estava ensinado para fazer aquilo pois na mesma hora ele subiu, e já tentou colocar o seu pinto, mais as unhas dele estavam me machucando toda, onde precisei pegar o lençol da cama e colocar nas minhas costas, e deixei ele subir de novo, e ele subiu só que não conseguia acertar a minha xoxotinha, então coloquei a mão por baixo e passei o pinto dele na minha bucetinha que não demorou e entrou um pouco, comecei a fazer movimentos de vai e vem e assim senti um membro enorme mesmo entrando dentro de mim, pois entro rápido demais e era enorme, até mesmo parece que tocou no meu utero, ele até babava e começou a meter aquele enorme pinto na minha bucetinha e não parava mais, ficou metendo durante uns 5 minutos e derrepente senti uma bola gigante entrando em mim e olhei para trás estava nós dois de bunda com bunda, eu fiquei assustada e tentei sair mais não conseguia pois doia, e parecia que ai que ele gostava mais, ficamos grudados durante uns 25 a 30 minutos até que saiu, eu estava toda suada e assustada e quando fui colocar a minha roupa desceu um monte de porra da minha xoxota, meio assustada limpei o chão correndo e coloquei a roupa e fui embora tremendo, e ao mesmo tempo adorando, pois eu havia gozado umas 3 vezes, e depois daquele churrasco nunca mais fui até a fazenda, mais é sempre no final do ano que costumamos a fazer mais churrasco, e contei só agora isso porque eu vi o site de contos e porque também ninguém descobriu nada, pois se descobrisse alguma coisa minha cara caia no chão e a minha reputação de loirinha gostosa e meio patricinha já tinha ido.

Fonte; Casa dos Contos.